Dia Mundial sem Tabaco: tabagismo é a principal causa de câncer pulmonar

Compartilhar
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

Em SC a estimativa é de 31,78 casos a cada 100 mil habitantes para homens e 14,63 para mulheres no biênio 2018/2019

 O Dia Mundial Sem Tabaco, 31 de maio, foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS), para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo. Entre as principais patologias associadas ao tabaco está o câncer de pulmão, responsável por cerca de 7 milhões de mortes no mundo, segundo dados da  American Câncer Society , 2015 e Canadian Cancer Statistics , 2015.

Para o Brasil, estimam-se 31270 casos novos de câncer de pulmão para cada ano do biênio 2018-2019. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, o câncer de pulmão em homens é o segundo mais frequente nas Regiões Sul (36,27/100 mil). Para as mulheres, é o terceiro mais frequente nas Regiões Sul (20,59/100 mil) .

Neste ano, a OMS definiu o tema “Tabaco e Saúde Pulmonar” para ser trabalhado internacionalmente. Sobre o assunto, a Dra. Juliana Althoff, cancerologista clínica da Onkológica, alerta: “O tabaco é responsável por 90% de todos os cânceres de pulmão. Além disso, precisamos lembrar das outras patologias, como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), tuberculose, asma, bronquite e efisema”.

Existe ainda a exposição ao tabagismo passivo, que pode desenvolver reações alérgicas como rinite, tosse, conjuntivite, exacerbação de asma, entre outra doenças ainda mais graves. “Nos adultos, o fumo passivo é um fator que pode contribuir para o infarto agudo do miocárdio, câncer do pulmão e doença pulmonar obstrutiva crônica. Já as  crianças sofrem com as infecções respiratórias” afirma  a médica, que conclui: “Nem os bebês no útero estão protegidos. Quando a mãe é exposta ao fumo durante a gravidez, mesmo que passivamente, as chances de redução do crescimento e das funções pulmonares são maiores”.

Diante de tantas doenças relacionadas ao consumo do tabaco, não resta dúvidas de que parar de fumar é o melhor caminho. Abandonar o vício pode não é uma tarefa fácil, mas, é importante lembrar que quanto antes o indivíduo deixar de fumar, menores as chances de ele adoecer. Existem tratamentos para parar de fumar que podem envolver adoção de novos hábitos, medicamentos e auxílio psicológico. Procurar a ajuda de um profissional é uma boa ideia para quem deseja deixar o hábito para trás.

 

Benefícios

Parar de fumar sempre vale a pena em qualquer momento da vida, mesmo que o fumante já esteja com alguma doença causada pelo cigarro, tais como câncer, enfisema ou derrame. A qualidade de vida melhora muito ao parar de fumar. Veja o que acontece se você parar de fumar agora:

  • Após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.
  • Após 2 horas, não há mais nicotina circulando no sangue.
  • Após 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza.
  • Após 12 a 24 horas, os pulmões já funcionam melhor.
  • Após 2 dias, o olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar já degusta melhor a comida.
  • Após 3 semanas, a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora.
  • Após 1 ano, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido à metade.
  • Após 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.

Fonte: Inca